Boletim diz que registro de suicídio de jovem gay em SP é ‘provisório’

A família do adolescente, porém, contesta essa versão e acredita que ele tenha sido vítima de um crime de ódio, pelo fato de ser negro e homossexual

O boletim de ocorrência da morte do adolescente Kaique Augusto dos Santos, 17 anos, encontrado com o rosto desfigurado e com sinais de espancamento no último sábado vem gerando polêmica pela suposta causa da morte relatada pelos policiais militares que atenderam a ocorrência. Segundo o documento, a causa da morte foi registrada provisoriamente como suicídio, até que o caso seja apurado.


Boletim diz que registro de suic冝io de jovem gay em SP  叢rovisio

A família do adolescente, porém, contesta essa versão e acredita que ele tenha sido vítima de um crime de ódio, pelo fato de ser negro e homossexual. ?As pessoas dizem que os assassinos podem ser skinheads. Eu acredito que quem matou o meu irmão nem o conhecia, pois esse tipo de crime contra gays é comum, infelizmente?, falou a irmã de Kaique, Tayna Chidiebere, 19 anos.

Segundo Tayna, a adolescente foi encontrado com sinais de espancamento, com o rosto desfigurado e sem os dentes. ?Ele estava cheio de hematomas e fraturas. Atravessaram sua perna com uma barra de ferro, o que fez o legista acreditar que ele tenha sido muito torturado antes de morrer?, falou.

Veja o boletim de ocorrência na íntegra:

?Um homem de identidade desconhecida foi encontrado morto neste sábado por volta das 4h30 na avenida Nove de Julho, na região central da capital. O caso foi registrado por suicídio. Policiais militares foram acionados para atender a uma ocorrência de uma pessoa que teria caído de um viaduto, aparentemente se suicidando. PMs preservaram o local até a chegada do delegado responsável, que confirmou o relato dos policiais militares e fez o registro provisório da ocorrência como suicídio até a apuração do caso.

Até o registro do boletim de ocorrência não foi possível obter os dados da vítima.

Foi requisitada a perícia para o local e carro de cadáver para remoção do corpo. Além disso, foram solicitados exames necroscópicos, clínico e toxicológico e coleta de impressões datiloscópicas. O caso foi registrado como suicídio no 2º DP, mas será encaminhado para o 3º DP, responsável pela área do fato.?

Fonte: Terra