Bombeiro é preso suspeito de estupro a duas crianças e um adolescente

o momento da prisão, ele ainda vestia o uniforme da corporação.

Um bombeiro de 26 anos é suspeito de ter estuprado duas crianças e um adolescente entre dezembro do ano passado e fevereiro deste ano, em Caxias do Sul. A pedido da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), o homem teve a prisão temporária decretada pela Justiça e foi detido na manhã desta sexta-feira no quartel do 5º Comando Regional de Bombeiros (5º CRB), onde trabalha. No momento da prisão, ele ainda vestia o uniforme da corporação.

Ele está sob custódia da Polícia Civil e deve ser encaminhado para Porto Alegre, onde ficará recolhido em um quartel da Brigada Militar (BM). O servidor teria praticado os abusos nos horários de folga. Apuração preliminar da DPCA indica que o homem escolheu as vítimas ao acaso. Ele visualizava uma criança sozinha na rua e abordava.

? A preferência é por crianças o que caracteriza pedofilia. Solicitamos a temporária para submetê-lo a reconhecimento formal e cumprir outras diligências ? pondera a delegada responsável pela investigação, Suely Rech.

A investigação chegou ao suspeito a partir do depoimento de uma das vítimas. No final da tarde do dia 21 de fevereiro, o bombeiro estava em um Palio e abordou uma garota de 11 anos no bairro Kayser sob pretexto de pedir informações.

Ele apontou uma arma semelhante a uma pistola para obrigar a menina a entrar no veículo. Em seguida, dirigiu até uma rua sem saída. Dentro do carro, o suspeito ordenou que a refém tirasse a roupa e cometeu o abuso.

Com o ato consumado, o homem decidiu ir embora mas teve um contratempo: a bateria do Palio estava descarregada. Sem alternativa, pediu ajuda a um morador das proximidades, fato que contribuiu posteriormente para o esclarecimento do crime. O homem liberou a menina e deixou o carro na rua para buscá-lo posteriormente.

Na DPCA, a vítima e testemunha reconheceram o bombeiro e o veículo por fotos. O Palio e uma arma foram apreendidos para perícia. Uma câmera fotográfica e outros objetos também foi recolhidos porque há suspeita de que o homem tenha filmado a menina.

Os investigadores cruzaram as informações com outros dois casos de estupros com vítimas do sexo masculino.

O bombeiro teria mantido relação com um adolescente de 14 anos e tirado a roupa de outro garoto de nove anos em dias diferentes. O nome do suspeito está sendo mantido em sigilo porque ele ainda não foi indiciado pelos crimes.

Fonte: Pioneiro.clicrbs