Bope critica Globo e Record por transmitirem operação em favela

Para o Bope, a transmissão mostra o espectro da ação policial, e isso facilita a estratégia de defesa dos traficantes

O Serviço de Comunicação do Batalhão de Operações Especiais (Bope) no Rio de Janeiro criticou a Globo e a Record por estarem transmitindo ao vivo, de seus helicópteros, a operação policial que ocorre na Vila Cruzeiro (zona norte do Rio de Janeiro).

Para o Bope, a transmissão mostra o espectro da ação policial, e isso facilita a estratégia de defesa dos traficantes. "Um desserviço o prestado pelas aeronaves de Record e Globo", diz mensagem do Bope no Twitter.

"Estamos fazendo a cobertura jornalística de fatos graves e não recebemos nenhum pedido ou comunicação da Secretaria de Segurança Pública do Rio para deixar de filmar alguma coisa", respondeu a Record, por meio de sua central de Comunicação.

A Globo ainda não se manifestou sobre a declaração do Bope.



Fonte: UOL