Brasileiro é acusado de molestar garoto dentro de loja

Segundo seu advogado, ele não pode pagar a fiança, estabelecida em US$ 25 mil.

A procuradoria da cidade de Sturbridge, no estado americano de Massachusetts, acusou formalmente um brasileiro de ter violado um garoto em um provador de roupas de uma loja da rede J.C. Penney.

O assédio teria ocorrido quando a mãe deixou o garoto sozinho e deixou o local para fazer uma chamada telefônica.

Francisco Wellington Barros-Gomes, de 26 anos, que mora em Charlon, foi acusado de ataque indecente e assédio a menor de 14 anos. Ele teve de entregar seu passaporte.

Ele declarou-se inocente diante de tribunal. Segundo seu advogado, ele não pode pagar a fiança, estabelecida em US$ 25 mil.

De acordo com a imprensa local, a loja afirmou que está colaborando com a investigação.

Fonte: g1, www.g1.com.br