"Brigas eram constantes", diz vizinha de ex-vereador suspeito de matar mulher em briga

"Brigas eram constantes", diz vizinha de ex-vereador suspeito de matar mulher em briga

Vizinhos afirmam que mulher gritou "socorro" várias vezes antes de morrer.

As brigas entre o ex-vereador de Fortaleza Francisco das Chagas e mulher Andréia Jucá, assassinada no domingo (13), eram constantes, segundo vizinhos. ?Numa das últimas brigas que eles tiveram, ela gritou muito por socorro. Os filhos deles estavam lá e houve muita quebradeira?, afirma a auxiliar administrativa Sandra Milfont. O ex-vereador Francisco das Chagas, mais conhecido como Alan Terceiro foi preso em flagrante no sábado e não quis falar com a imprensa.

Andréia foi assassinada com pelo menos 10 golpes de faca, segundo a Polícia Civil. De acordo com o perito forense Leão Júnior, a vítima lutou com o assassino antes de ser morta. ?Há vários inícios de luta. Há sangue espalhado por várias partes da casa?, afirma o perito.

De acordo com a Polícia Civil, Francisco das Chagas premeditou o crime. Antes do homicídio, segundo a polícia, o suplente de vereador levou os três filhos do casal a um shopping, e não presenciaram a cena.

?Nós ligamos para a polícia, demorou mais de uma hora. Quando foi chegar, já estava morta?, diz o aposentado José Luiz Tavares. Quando a polícia chegou ao local, Andréia já estava morta, e o ex-vereador foi preso em flagrante. A roupa que usava estava coberta de sangue. Como estava ferido, ele foi atendido no Hospital Instituto Doutor José Frota, antes de ser levado ao 34º Distrito Policial, no Centro de Fortaleza.

Ainda de acordo com vizinhos, um grupo tentou arrombar a porta da residência para tentar evitar o crime, mas quando conseguiram entrar, Andréia já estava morta.

Fonte: G1