Goleiro Bruno é suspenso de lavanderia do presídio Nelson Hungria por briga com detento

Goleiro Bruno é suspenso de lavanderia do presídio Nelson Hungria por briga com detento

Bruno ficará suspenso do trabalho até que a penitenciária o autorize a voltar para as funções

O goleiro Bruno Fernandes de Souza, condenado a 22 anos e três meses pela morte da ex-amante Eliza Samudio, está desde segunda-feira impedido de trabalhar na lavanderia do presídio Nelson Hungria, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, por causa de um ato indisciplinar. Uma fonte ligada à penitenciária afirmou que o ex-jogador do Flamengo se desentendeu com outro detento, mas não teria chegado a agredi-lo.

Bruno ficará suspenso do trabalho até que a penitenciária o autorize a voltar para as funções, depois de passar por uma avaliação de comportamento. A ausência do trabalho prejudica o goleiro, que pode descontar um dia de prisão a cada três dias de trabalho. A lavanderia foi o local escolhido por Bruno para trabalhar.

A Secretaria de Estado de Defesa Social informou que Bruno foi trocado de pavilhão, mas ressaltou que a medida é rotineira, sem relação com a briga. Todos os presos passam por um rodízio periódico dentro da penitenciária.

Fonte: Terra