Cabo é expulso da PM por furtar uísque importado

Servidor contou com a ajuda de menor para furtar bebida alcoólica. Policial estava na corporação há 10 anos em Tangará da Serra.

Um cabo da Polícia Militar de Tangará da Serra, a 242 quilômetros de Cuiabá, foi expulso da corporação. A decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado que circula nesta terça-feira (19). De acordo com o documento, o policial foi preso em flagrante no dia 16 de janeiro de 2010 pela suspeita de ter furtado uma caixa de Cds regraváveis da residência de uma moradora da cidade.

Ainda segundo informações da polícia, o servidor, no mesmo dia, teria arrombado uma loja do camelódromo da cidade e furtado, com a ajuda de um menor de idade, nove garrafas de bebida alcoólica, entre elas, de um uísque importado.

O Comando da Polícia Militar informou, por meio da corregedoria da instituição, que após a prisão do policial, além do inquérito policial, foi instaurado um procedimento administrativo para apurar a conduta do servidor, que já estava há 10 anos nos quadros do órgão.

Durante 10 anos de serviço funcional, informou a polícia, o servidor foi preso administrativamente em outras quatro vezes. Em checagem à identidade do policial, o Comando da PM informou que consta no nome do servidor diversos processos criminais. ?Demonstra que o disciplinado não se preocupa com os preceitos éticos e morais da corporação, não primando pelo caminho da virtude e do bem comum?, disse a polícia.

Durante as investigações, o policial recorreu da expulsão, mas teve recurso negado. O Comando da PM classificou a conduta do servidor como grave por ele ter praticado o furto com o auxílio de um menor. Após a expulsão, o policial terá que entregar o fardamento e a arma de fogo utilizada por ele.

Fonte: G1