Câmera flagra homem furtando bolsas de pacientes em clínica

Polícia divulgou imagens do suspeito para tentar identificá-lo

A Polícia Civil do Rio de Janeiro procura um homem que furtou as carteiras de suas pacientes enquanto estavam dentro da Clínica São Vicentes, na Gávea, na Zona Sul do Rio. O crime foi cometido na tarde de sábado (14) e as imagens do circuito interno do local foram divulgadas nesta sexta-feira (20) pelo delegado do caso.

"O objetivo é tentar identificar o suspeito, pois ele usou chapéu no momento do crime. Além disso, ele entrou no setor de emergência ser ser notado pela segurança e sem qualquer tipo de registro de seus documentos", disse o delegado Fábio Barucke, da 15ª Delegacia de Polícia (Gávea).

O homem usava chapéu, camiseta rosa, calça clara e uma pasta sob os braços.

As vítimas são uma advogada de 66 anos e uma militar de 36 anos. Segundo relatos do delegado, o homem abriu as bolsas delas e levou apenas as carteiras. O saldo do furto foi de mais de R$ 1,2 mil em dinheiro. "Ele ficou com os cartões das vítimas, o dinheiro em espécie e os documentos delas", disse Barucke.

O delegado disse que o homem que aparece nas imagens não tem cadastro na clínica. Ele pede para as pessoas que tiverem alguma informação sobre o caso ligarem para o disque-denúncia 2253-1177. "Esperamos que as imagens nos ajudem a identificá-lo", disse Barucke.

Em nota, a Clínica São Vicente informou que está apurando internamente o ocorrido na emergência da unidade. O estabelecimento esclareceu ainda que trata-se de um fato isolado e que este foi o primeiro caso de furto dentro da clínica em 79 anos de existência.

Ainda de acordo com o documento, a clínica informou que está prestando todo o auxílio e assistência às vítimas e auxiliando a investigação policial.


Câmera flagra homem furtando bolsas de pacientes em clínica

Câmera flagra homem furtando bolsas de pacientes em clínica

Homem aparece entrando em quarto de onde duas pacientes tinham acabado de sair para fazer exames em clínica na Gávea (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Fonte: G1