Câmera mostra a ação de homens em execução de policial no Rio

Câmera mostra a ação de homens em execução de policial no Rio

Lotado no Batalhão de Vias Especiais, Leonardo Cavalcanti da Costa, que dirigia um Onix branco, tentou reagir e foi fuzilado.

A polícia está tentando identificar três homens que mataram, com tiros de fuzil, um soldado da Polícia Militar em São João de Meriti, na última sexta-feira. Câmeras de segurança flagraram o momento em que os bandidos descem de um carro prata e atacam o militar. Lotado no Batalhão de Vias Especiais, Leonardo Cavalcanti da Costa, que dirigia um Onix branco, tentou reagir e foi fuzilado. Antes de deixar o local, o trio ainda roubou um cordão de ouro e uma pistola, que estavam em poder da vítima. Toda a ação durou exatamente 39 segundos.



O caso está sendo investigado em sigilo por policiais da 64ª DP (São João de Meriti). Oito testemunhas já foram ouvidas pela polícia. Entre elas, estão duas das três mulheres que acompanhavam o PM quando o crime ocorreu. O soldado voltava de uma boate e, após passar em uma lanchonete, estacionou o Onix na Rua Fluminense, para deixar duas das três passageiras, no bairro Agostinho Porto. Exatamente às 5h23m, um Renault Logan parou pouco à frente do veículo, dirigido pelo PM. Três homens desceram do carro.

Um deles, carregando um fuzil com uma luneta acoplada, caminhou até a porta do motorista. Já um segundo bandido, que usava uma pistola, se aproximou pelo lado do carona. Assustadas, duas jovens que estavam no banco traseiro do Onix abriram a porta e fugiram. O PM sacou uma arma e atirou contra um dos bandidos, mas errou o alvo. Em seguida, a vítima foi atacada a tiros pelo homem que usava o fuzil. A mulher que viajava no banco do carona não se feriu, mas ficou em estado de choque. Assustada, ela conseguiu sair do carro sem ser molestada pelo trio. Depois dos disparos, um dos bandidos foi até a janela do carona e retirou a pistola usada pelo PM.

O criminoso que usava o fuzil também retornou ao veículo. Ele retirou um cordão de ouro, que estava no pescoço do militar. Só então, os dois e um terceiro homem, que dava cobertura durante a ação, resolvem fugir.

Assista ao vídeo

Fonte: Extra