Caminhoneiro é morto por se recusar pagar R$ 40 a travesti Bruna Pandora

A travesti ainda tentou fugir pela BR-101, mas acabou sendo flagrada por policiais.

Um caminhoneiro foi assassinado na noite de quinta-feira por se recusar a pagar R$ 40 de um programa a uma travesti. O caso ocorreu às margens da BR-101, em Imbituba, cidade localizada na região sul de Santa Catarina. De acordo com informações da Polícia Civil, Ademir Sorato, 61 anos, teria dado carona para a travesti conhecida ?Bruna Pandora?. O nome do acusado é Édipo Samuel de Oliveira Lima, 24 anos. Ele confessou ter batido na cabeça do caminhoneiro com uma pistola de ar comprimido. O homem morreu na hora.

A travesti ainda tentou fugir pela BR-101, mas acabou sendo flagrada pelos policiais em um posto de gasolina distante 2 quilômetros do local do crime. Édipo confessou ter brigado com a vítima pelos R$ 40 referentes ao programa. O corpo de Ademir foi levado ao IML de Laguna e depois seria encaminhado a Urussanga, no sul do Estado.

Fonte: Terra