Cantor de axé morre eletrocutado em trio durante show no interior do Pará

Polícia investiga morte de cantor de axé em trio elétrico


A Polícia Civil de Castanhal, no nordeste do Pará, investiga a morte de um cantor de axé que foi eletrocutado domingo (15), minutos antes de começar um show de carnaval na cidade de Curuçá. Luciano Souza dos Santos, que puxava o bloco "Os Pilantras", morreu em cima do trio, no meio da avenida.

De acordo com o produtor da banda Tribo do Axé, de Icoaraci, na Região Metropolitana de Belém, os músicos estavam tocando no trio elétrico quando Luciano recebeu uma descarga elétrica. "Estava tendo uma descarga elétrica dentro do trio. Ele ainda falou várias vezes para o técnico do som: 'olha, está dando choque, desliga tudo aí'", conta Mauro Silva, produtor. Imagens feitas de celular mostram o momento em que o cantor foi retirado do trio às pressas e levado para uma ambulância.

Bombeiros e paramédicos tentaram reanimar o cantor, mas ele não resistiu e morreu. Músicos da banda, amigos e a mulher do cantor ficaram desesperados e pareciam não acreditar no que aconteceu. De acordo com a polícia, que abriu um inquérito para apurar o caso, a descarga elétrica não era da rede de energia, mas de dentro do trio.

Segundo o delegado, o veículo estava com a vistoria dos bombeiros vencida e não tinha licença para circular em eventos públicos. De acordo com a Polícia Civil, o Instituto Médico Legal (IML) de Castanhal deve fazer uma perícia no trio elétrico para saber o que causou o vazamento de energia elétrica que vitimou o cantor Luciano Souza dos Santos.


Fonte: G1