Cantor Gian deve pagar pensão atrasada hoje para evitar prisão

Cantor Gian deve pagar pensão atrasada hoje para evitar prisão

Justiça de Barueri decretou a prisão dele pelo atraso de cerca de R$ 90 mil em pensão

O advogado do cantor Aparecido dos Reis Morais, conhecido como Gian, da dupla sertaneja Gian e Giovani, informou que o músico deve pagar a pensão que está em atraso nesta segunda-feira (10). A Justiça de Barueri decretou a prisão do cantor na terça-feira (4) a pedido da ex-mulher, Maria Clara de Medeiros Alonso. O valor que ela pede é de cerca de R$ 90 mil.

Segundo Ferreira, foram oferecidas três propostas para a ex-mulher, mas ela recusou todas. Ele disse que o cantor o acompanhou até o fórum na quinta-feira (6) e não corre o risco de ser preso, porque o mandado foi decretado, mas ainda não foi expedido.

? Tentamos ter acesso ao processo nesta quinta-feira, mas o fórum estava lotado. Na segunda-feira retornaremos e faremos o depósito no valor integral para que ele não corra o risco de ser preso.

O advogado ainda disse que o cantor tem outro processo em andamento referente à revisão do valor da pensão por conta da divisão dos bens de quando ele se separou da mulher, mas ainda não foi concluído, por isso ela tem o direito de cobrar o valor. Ele classificou o comportamento dela como ?vingativo? e disse ainda que o cantor é credor, e não devedor.

Na avaliação do advogado, Maria Clara é quem deve ao ex-marido. Primeiro, porque ela mora em um apartamento de alto padrão na cidade de Franca, no interior de São Paulo. Segundo ele, Gian tem 50% do usufruto do imóvel, escriturado no nome do filho do casal.

Uma das ações, em trâmite na Justiça Cível, é justamente em relação à cobrança dos aluguéis proporcionais ao tempo ?ocupado indevidamente? pela ex-mulher, conforme a nota.

A outra se refere à questão de direitos autorais dos artistas retirados, na versão apresentada pelo advogado, sem autorização de Gian, o que resultou em outra ação de cobrança judicial.

Segundo Ferreira, as importâncias somadas em favor do cantor estão em torno de R$ 310.000. Nos cálculos do defensor, o cliente deve receber da ex-esposa R$ 220.000 (R$ 310.000 menos o valor das pensões atrasadas).

Fonte: R7, www.r7.com