Carro de modelo 'voou' 34 metros após capotar, aponta laudo

Aline, de 28 anos, foi achada morta no dia 31 de julho.

A modelo Aline Furlan, encontrada morta dentro de um carro em uma ribanceira em Santa Bárbara d'Oeste (SP) após ficar 20 dias desaparecida, sofreu o acidente sozinha, de acordo com laudo técnico da perícia divulgado nesta quinta-feira (22) pela Polícia Civil de Piracicaba (SP).

O exame apontou ainda que a jovem não usava cinto de segurança e que o Toyota Corolla dirigido por ela "voou" 34 metros após capotar e bater duas vezes no chão. Aline, de 28 anos, foi achada morta no dia 31 de julho.

O corpo da modelo e o carro estavam em uma ribanceira da Rodovia Luiz de Queiroz (SP-304), próximo ao limite entre Piracicaba e o município de Santa Bárbara d'Oeste.O laudo recebido pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Piracicaba não indicou marcas de frenagem na pista, nem vestígios de outros carros no veículo da modelo - o que descartou a possibilidade de colisão com outros automóveis.

Ainda de acordo com o exame pericial, a modelo seguia sentido Santa Bárbara d'Oeste (SP) quando, por motivos desconhecidos, desviou o carro para a direita, bateu com a frente do veículo, girou, depois bateu a traseira do automóvel e foi parar 34 metros depois. O resultado do laudo será juntado ao inquérito e enviado à Justiça.

Modelo Aline Furlan foi achada morta no dia 31 de julho (Crédito:  Wesley Justino/EPTV)
Modelo Aline Furlan foi achada morta no dia 31 de julho (Crédito: Wesley Justino/EPTV)


BEBIDA ALCOÓLICA E REMÉDIO

O laudo necroscópico do corpo da modelo, realizado pelo Instituto Médico Legal (IML) apontou que a jovem ingeriu bebida alcoólica e remédio antidepressivo antes de dirigir. Ela teve politraumatismo. A data da morte não pode ser confirmada devido ao estado de decomposição do corpo.

Foi constatada a presença da substância Trazodona, presente em remédios contra depressão e que pode causar sonolência, tonturas, dores de cabeça e náuseas.A modelo fez o último contato com a mãe no dia 14 de julho.

Na madrugada seguinte, ela foi vista pela última vez ao sair de um bar de Piracicaba, no bairro Vila Rezende. Após o sumiço, a Polícia Civil pediu a quebra de sigilo do celular da jovem para dar andamento às apurações, e imagens de câmeras de segurança mostraram a modelo passando mal antes de pegar o carro na saída do bar, conforme foi apurado pelo SPTV na época.

Modelo Aline Furlan foi achada morta no dia 31 de julho (Crédito: Arquivo Pessoal )
Modelo Aline Furlan foi achada morta no dia 31 de julho (Crédito: Arquivo Pessoal )


CASEIRO ACHOU VEÍCULO

O corpo e o carro da modelo foram achados pelo caseiro de um sítio próximo ao quilômetro 147 da Rodovia Luiz de Queiroz. O homem passava a pé pelo trecho quando avistou o veículo. Aline estava embaixo do Corolla.Do local onde ela saiu até o ponto na rodovia em que o carro foi achado a distância é de 18 quilômetros.

"Eu não pensei que era ela. Tinha ouvido falar do caso, mas nem desconfiei que pudesse ser", afirmou o caseiro Nelson Domingos. "Até tentei abrir o carro para ver se tinha gente dentro, mas não consegui. Aí corri até a estrada para pedir ajuda", contou ele na época.

Modelo Aline Furlan foi achada morta no dia 31 de julho (Crédito: Arquivo Pessoal )
Modelo Aline Furlan foi achada morta no dia 31 de julho (Crédito: Arquivo Pessoal )


Fonte: G1