Carroceiro que raptou Brenda tratava a garota como "uma filha"

A funcionária de uma lanchonete que viu Cardoso com Brenda contou que o suspeito mantinha a menina bem-vestida.

O homem que raptou Brenda Grabriela da Silva, durante um culto evangélico, tratava a criança como se fosse a filha dele. É o que revela imagens de câmeras de segurança que flagraram Jorge Antunes Cardoso andando com a menina, de quatro anos, pelas ruas da capital paulista.

Nas imagens obtidas pelo Domingo Espetacular, Brenda aparece de mãos dadas com o sequestrador. Eles estão em uma rua movimentada no centro de São Paulo, próximo a uma banca de jornal. O homem para, fala com alguém e continua andando. Depois de alguns minutos, ele volta. Um homem de calça clara entrega algo à menina. Ela recebe um carinho e os dois vão embora.

A funcionária de uma lanchonete que viu Cardoso com Brenda contou que o suspeito mantinha a menina bem-vestida e o tempo todo no colo dele.

Já a estudante de direito Suzel Andrade disse ter chamado a atenção o fato de o carroceiro brincar bastante com Brenda.

? Vi quando esse homem apareceu com a menina no colo brincando muito com ela e o que me chamou atenção foi justamente a maneira excessiva de ela dar risada. Ele fazia cócegas, balançava ela no colo, colocava em pé, colocava deitada. Ele se aproximou de mim e perguntou pra ela: ?Você conhece essa moça?? Ela respondeu que não e os dois saíram andando.

A mãe de Brenda, Geiza Maria da Silva, acusa Cardoso de ter agredido a filha com beliscões e cascudos durante o tempo em que permaneceu com ela. Mas um exame feito pelo IML (Instituto Médico Legal) comprovou que Brenda não sofreu violência física nem sexual.

O delegado José Marcos disse que deve se surpreender ao encontrar o suspeito, ?pois ele não tem um perfil de alguém que tem o objetivo de sequestrar e violar crianças?. Cardoso está desaparecido há mais de seis dias.

Cardoso morava em um quarto alugado, no porão de uma casa em Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo. Os vizinhos dizem que ele era uma pessoa tranquila.

a casa dele, um currículo foi encontrado. O carroceiro tinha o primeiro grau completo e oferecia "dinamismo, responsabilidade e empenho" aos empregadores. Ele havia sido demitido do último cargo quatro dias antes de raptar Brenda.

Brenda desapareceu dentro de uma igreja durante um culto evangélico. O templo com capacidade para 30 mil pessoas estava lotado. A mãe teria pedido para o filho mais velho cuidar dela, enquanto pedia ajuda para escrever um bilhete. Ao voltar, Brenda já havia desaparecido.

O sequestrador de Brenda perambulou durante dias com uma carroça pelas ruas do centro de São Paulo.

A criança foi encontrada por um vizinho, Alex Gomes de Carvalho, que estava dentro de uma loja de doces onde o suspeito e a criança pararam. Ele abordou Cardoso e disse para ele largar a menina. O carroceiro tentou se livrar de Carvalho dizendo que era pai da criança. Ele saiu correndo depois que o vizinho de Brenda ameaçou chamar a polícia.

? Foi Deus. Foi Deus e muita sorte [para encontrar Brenda].

Fonte: R7, www.r7.com