Carros incendiados na porta de delegacia

Carros incendiados na porta de delegacia

Polícia não descarta a hipótese de que o incêndio tenha sido criminoso

Dois automóveis que estavam recolhidos no pátio externo do 30º DP (Conjunto São Cristóvão) foram incendiados na madrugada de ontem, em Fortaleza-CE. A Polícia não descarta a possibilidade de o incêndio ter sido uma ação criminosa, provocada como uma forma de intimidar a instituição, ou algum policial, pois os veículos de inspetores estavam estacionados próximos aos carros incendiados e, por pouco, também não foram atingidos pelas chamas.

Os automóveis, um Gol e um Chevette, ficaram completamente destruídos. As labaredas atingiram o muro da DP. De acordo com o delegado Bruno Figueiredo, titular do 30º DP, por volta das 3h30, os policiais que estavam de plantão na madrugada de ontem foram alertados sobre o incêndio.

Conforme Figueiredo, os automóveis de alguns policiais e até mesmo as viaturas da delegacia tiveram que ser removidos dali às pressas, pois havia o risco de as chamas se espalharem.

Investigar

"Existe uma possibilidade muito grande de (o sinistro) ter sido criminoso. Pode ter sido um desafio à Polícia ou uma vingança pessoal contra algum policial. Já instauramos inquérito, ouvimos todos que estavam no plantão e acionamos a perícia", afirmou o delegado. Quanto ao motivo de os dois veículos estarem retidos no pátio da delegacia, Bruno Figueiredo explicou à Reportagem que, o Gol havia sido apreendido há cerca de 20 dias, por envolvimento em um acidente de trânsito.

"O carro, com placas de Goiânia, foi apreendido, pois o condutor atropelou um motociclista, fugiu do local e foi preso posteriormente. Além disso, o (guiador) acusado responde por tráfico de drogas e o proprietário não compareceu à delegacia para providenciar a liberação do veículo. Já o Chevette, estava bastante avariado e foi abandonado ali pelo proprietário" explicou o delegado.

Peritos da Coordenadoria de Criminalística (CC) da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) examinaram os veículos e o laudo sobre o incêndio deve ser concluído em até 30 dias. Contudo, o titular do 30º DP antecipou que o fogo teve início no porta-malas do Gol.

Fonte: Diario do Nordeste