Casa lotérica é assaltada no Piauí

Vicente Carlos atribui a o alto número de roubos de celulares ao “modismo” dos criminosos

O furto de celulares volta a ser ?dor de cabeça? para a polícia militar nestes últimos dias. Segundo o comando, os infratores da lei utilizam os aparelhos de telefonia móvel como moeda para trocar por drogas.

Na sexta-feira, o menor de iniciais E.C.S. de 16 anos foi conduzido ao distrito policial, por volta das 21h, por ter assaltado uma senhora. ?Infelizmente é mais um?, lamenta o major Vicente Carlos que prevê volta do menor ao mundo do crime.

Para prevenir possíveis assaltos o 4º comando da polícia militar esta monitorando o horário de saída de algumas escolas da cidade. Segundo Vicente Carlos, as mulheres ainda são as vitimas preferências dos bandidos.

Vicente Carlos atribui a o alto número de roubos de celulares ao ?modismo? dos criminosos, pois segundo ele, se segue uma tendência e quando a polícia age o infrator migra para outro setor. ?Foi o que aconteceu com o assalto a celular e depois passaram a roubar pequenas farmácias?, disse Carlos.

Assalto a Casa Lotérica

Foi registrado um assalto a uma casa lotérica da cidade. Segundo o major Vicente Carlos, o crime teria sido cometido por alguém que conhecia horários e o cotidiano da loteca. O levantamento sobre a quantia que teria sido roubada ainda esta sendo feito.

Pelas informações, a polícia trabalha com a possibilidade de o assalto ter sido planejado com a ajuda de um mototaxista, pois segundo o major Vicente Carlos, alguns servem de olheiros e dão informações privilegiadas.

Fonte: Riachão Net