Casal denuncia policiais por agressão em Fortaleza

Tudo começou quando os soldados foram averiguar uma denúncia de derrame de notas

Em um fato ocorrido na madrugada de ontem, no bairro Bom Sucesso, policiais militares integrantes do programa Ronda do Quarteir?o est?o sendo acusados de exorbit?ncia de poder e excesso de for?a. Contudo, os PMs envolvidos garantem que ?foram xingados, agredidos e tiveram que reagir?.

O oper?rio Jos? Em?lio Nascimento Filho, de 33 anos, e sua esposa, a costureira Maria Erisv?nia da Silva Rodrigues, de 30 anos, asseguram que foram xingados e agredidos pelos soldados do Ronda do Quarteir?o identificados como Eder, Alves, Clementino e Ailton, da viatura RP 1003.

Tudo come?ou quando os soldados foram averiguar uma den?ncia de derrame de notas falsas em um bar na Rua Itaja? com Avenida Em?lio de Menezes, no bairro Bom Sucesso. O crime estaria sendo cometido por um homem identificado apenas como ?Eli?zer?.

O oper?rio interviu em nome do colega e depois sua esposa, Maria Erisv?nia, fez o mesmo, tendo recebido voz de pris?o por desacato. Em?lio, ent?o, investiu contra os policiais e houve troca de agress?es.

Dominado, o casal foi levado para o 12? Distrito Policial, no Conjunto Cear?, pelos soldados do Ronda, e dali todos seguiram para o Instituto M?dico Legal (IML) para a realiza??o de exame de corpo de delito.

Mostrando marcas de agress?es pelo corpo, os soldados do Ronda disseram que ?tiveram que agir com rigor diante do desrespeito e das agress?es de Em?lio e Maria Erisv?nia?.

Por seu lado, Jos? Em?lio e a esposa tamb?m mostraram marcas de agress?es pelo corpo e reclamaram da trucul?ncia dos PMs. O inqu?rito policial para apurar o caso foi instaurado no 12? DP.

Fonte: Diário do Nordeste, www.diariodonordeste.com.br