Caseiro é morto por PM durante assalto

O policial que disparou contra o caseiro vai ser indiciado por homicídio

Um assalto a uma chácara terminou em tragédia, em Mairinque, a 71 km de São Paulo. O caseiro foi morto por um policial militar que o confundiu com um dos criminosos.

A propriedade invadida fica na zona rural de Mairinque, a cerca de 20 km do centro da cidade. No sábado (30) à noite, a família estava reunida quando três criminosos armados anunciaram o assalto. Durante a ação, as vítimas conseguiram segurar um dos criminosos no local. Os outros dois suspeitos fugiram.

Como um dos assaltantes ficou para trás, os outros dois decidiram voltar e levaram o filho do dono da chácara como refém. A vítima foi colocada no porta-malas do carro. A família chamou a polícia, mas mesmo assim o dono da chácara, a filha dele e o caseiro, armado com uma espingarda, saíram atrás dos criminosos.

Quando a polícia estava se dirigindo ao local, encontrou o dono da chácara e o caseiro na estrada. Mas, segundo o boletim de ocorrência, os PMs acreditavam ter encontrado os criminosos. O caseiro teria feito um movimento com a arma e um dos policiais atirou contra ele. A bala atingiu a barriga.

O caseiro, de 40 anos, foi socorrido ao hospital pela PM, mas morreu. Segundo os donos da propriedade, ele não tinha porte de arma. O dono da chácara disse acreditar que o policial que efetuou o disparo não teve culpa.

Um inquérito civil foi aberto para apurar o caso. O policial que disparou contra o caseiro vai ser indiciado por homicídio. A arma dele foi apreendida. Uma avaliação psicológica vai decidir se o PM tem condições para voltar ao trabalho nas ruas.

O filho do dono da chácara foi libertado na Freguesia do Ó, na Zona Norte de São Paulo, sem ferimentos.

Fonte: g1, www.g1.com.br