Pai é frio e não se arrepende de estuprar filha de 2 meses

Pai é frio e não se arrepende de estuprar filha de 2 meses

Ronaldo Pereira de Sousa Lima disse que não tinha usado droga

A delegada da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), Maria das Graças, confessou estar chocada com as declarações de Ronaldo Pereira de Sousa Lima, 18, que estuprou o bebê de 2 meses nesta quarta-feira, 12. A afirmação foi feita durante o telejornal ?Agora?.

A delegada afirma que o autor do crime o confessou friamente e em nenhum momento mostrou arrependimento. ?Eu fiquei muito chocada. Em toda a minha vida nunca vi nada igual. Fizemos as investigações e conseguimos apurar. Ele é uma pessoa muito fria. Em momento algum ele esboçou arrependimento. Ele afirmou que estava com a criança no braço e que a mãe não estava em casa e que só fez isso para fazer o bebê chorar para a mãe vir?.

Ele disse que não tinha usado droga e nem bebida alcoólica. O inquérito foi remetido à Justiça hoje pela manhã, ele está preso e a criança está em um abrigo.

A participação da mãe, de 13 anos, foi descartada pela delegada. ?Em relação à mãe, que é menor, ele já convivia com ela há mais de ano, por isso não fala em outro crime. Em relação à menor nós não podemos culpá-la nesse caso, pois não havia a participação dela no estupro.?

A delegada afirmou que a mãe é de uma família que não é ajustada, pois o pai é usuário de drogas e a mãe dela já havia falecido há cinco anos. apontava os possíveis culpados. ?Ela afirmava sem certeza que, ou tinha sido ele (seu esposo) ou foi fulano (um rapaz que fez uma visita à casa no dia do ocorrido).?

Fonte: Denison Duarte