Caso Mércia: Justiça adia decisão sobre soltura de Mizael

Caso Mércia: Justiça adia decisão sobre soltura de Mizael

Mizael obteve na Justiça o direito de ficar recolhido em uma sala de Estado-Maior

A Justiça de São Paulo negou nesta quarta-feira o pedido de soltura de Mizael Bispo de Souza, suspeito da morte da advogada Mércia Nakashima, 28 anos, desaparecida desde 2010. A defesa do advogado e policial aposentado pleiteava a revisão de sua pronúncia e a revogação das qualificadoras do crime, mas a decisão sobre esses recursos ficou para nova sessão, na semana que vem.

O Fórum de Guarulhos (SP) ficou com a missão de julgar a decisão sobre a soltura de Mizael e de seu suposto comparsa, Evandro Bezerra Silva.

Mizael obteve na Justiça o direito de ficar recolhido em uma sala de Estado-Maior - um ambiente sem grades dentro de uma organização militar (Exército, Marinha, Aeronáutica, Corpo de Bombeiros ou Polícia Militar).

Ele se entregou em fevereiro, após mais de um ano foragido. O advogado do réu, Ivon Ribeiro, disse que seu cliente sofre uma perseguição pessoal do promotor Rodrigo Merli Antunes e da Polícia Civil.

Fonte: Terra, www.terra.com.br