Ceará: Justiça condena radialista à prisão

O réu é acusado de ter participado de um assassinato, por motivo político, em 2003.

A Justiça condenou, ontem, o radialista Carlos Antônio Alves, conhecido por ´Carlos Escarceles´, a 28 anos de prisão. O Júri, presidido pela juíza Chyntia Nóbrega, ocorreu em Santana do Acaraú (232Km de Fortaleza-CE). O réu é acusado de ter participado de um assassinato, por motivo político, em 2003.

A vítima do homicídio foi a dona-de-casa Maria do Socorro de Oliveira, esposa do então vereador daquele Município, Francisco Carneiro da Silva, o ´Chico Carneiro´. Segundo apurou a Justiça, o vereador fazia oposição ao prefeito José Aldeny Farias e este teria contratado o radialista para matar o opositor.

No dia do crime, 5 de novembro de 2003, conforme o processo, o radialista contratou o pistoleiro Ronaldo Rodrigues da Silva, o ´Naldo´, e, juntos, foram matar o vereador. Mas, na hora dos tiros, uma das balas atingiu a esposa de Carneiro, que acabou morrendo. O parlamentar escapou do atentado. O promotor de Justiça Lucídio Queiroz pediu a pena máxima para o acusado. Além dos 20 anos pelo homicídio, o réu recebeu mais oito anos de prisão por formação de quadrilha. A defesa recorreu da sentença, mas, ´Escarceles´ ficará preso.

Primo

Em Fortaleza, o Segundo Tribunal do Júri condenou, ontem, o réu José Roberto Sousa Nascimento a 14 anos de prisão por ter assassinado o primo, Genilson Silva de Sousa, em 2002.

Fonte: Diário do Nordeste, www.diariodonordeste.com.br