Tornozeleiras com GPS e recarregáveis serão usadas por 500 detentos no Piauí

Tornozeleiras com GPS e recarregáveis serão usadas por 500 detentos no Piauí

O dispositivo será uma forma de localizar detentos via GPS que estejam cumprindo pena domiciliar ou de regime semi-aberto.

A Secretaria de Justiça apresentou na manhã de hoje as tornozeleiras que 500 presos do Estado irão usar de agora em diante. Os dispositivos tem GPS, tecnologia que torna possível saber onde o ex-detento se encontra. O problema é que, à primeira vista, o dispositivo parece ser fácil de ser cortado. Outra questão é que a tornozeleira tem que ser recarregada pelo próprio detento.

?O dispositivo tem um GPS internamente que fica se comunicando via satélite e manda as informações para central de processamento de dados para essas informações. Ele é recarregável, o tempo de carga dele é em média de 1 hora e a carga dura em torno de 48 horas, dependendo da configuração que ele tiver. O dispositivo internamente tem uma série de alarmes onde ele informa para a central qualquer violação. Se tentar cortar, quebrar ou bater, automaticamente é enviado para a central as informações dizendo dessas violações?, destaca o técnico.

O próprio detento é responsável por fazer a carga do dispositivo que, na hora que entra em um limite baixo de carga ele começa a vibrar para que o detento sinta e saiba que está perto da hora de recarregar. O pessoal da central de informações também recebe essa informação de que está baixa a carga da bateria. E tem condições de interagir com o dispositivo enviando alertas sonoros e vibratórios para avisar e reforçar a necessidade de carga para os detentos.

Presos em final de pena com bons antecedentes e ainda presos provisórios irão poder usar esses equipamentos. Quem tentar se desfazer da tornozeleira volta para a prisão.

ASSISTA AO VÍDEO E CONFIRA A MATÉRIA DE RICARDO MOURA FÉ NA ÍNTEGRA:

Fonte: Marcilany Rodrigues