Chacina de família de advogada pode ter sido crime passional

Chacina de família de advogada pode ter sido crime passional

Advogada e os pais foram encontrados mortos dentro do carro da família

A Polícia Civil investiga a chacina da família de advogada na segunda-feira (19) e trabalha coma hipótese de crime passional ou vingança. A advogada Lilian de Souza Serri, de 35 anos, foi assassinada a tiros após ser abordada próximo à linha de trem no bairro Lagoa, a cerca de 500 metros de casa. Os pais dela tinham sido mortos a facadas dentro de casa cerca de duas horas antes e colocados dentro do porta-malas do carro da família.

Lilian era advogada trabalhista e tinha um escritório no centro de Magé. De acordo com o titular da Delegacia de Magé (65ª DP), Marcos Martins Pereira, responsável pela investigação, ela nunca havia recebido ameças.

Os pais de Lilian moravam há 40 anos no mesmo local e eram donos de um comércio perto dali. A perícia na residência onde ocorreu o crime revelou que nada foi levado. O delegado Pereira entende que os assassinos demonstraram raiva do casal.

? Quem usa faca normalmente faz com o intuito de ver a pessoa sofrer.

Os corpos foram enterrados no fim da tarde de terça-feira em um cemitério da Baixada Fluminense. Parentes e amigos estavam inconformados com a brutalidade dos homicídios. Ainda não há pistas sobre a identidade dos suspeitos.


Chacina de família de advogada pode ter sido crime passional

Fonte: r7