Suspeito de matar mãe e os dois filhos é encontrado morto com vários tiros

Jefferson William Machado, o Machadinho, de 18 anos, foi morto com diversos tiros.

Um dos suspeitos de parDivulgaçãoticipação na chacina que aconteceu nesta quarta-feira (28), no Beco do Valão, no bairro Bandeirantes, em Cariacica, foi assassinado nesta quinta-feira (29). O crime aconteceu na Rua São Luís, em São Marcos 2, na Serra. Jefferson William Machado, o Machadinho, de 18 anos, foi morto com diversos tiros. A Polícia Militar confirmou que o jovem morto é um dos suspeitos do crime que aconteceu em Cariacica na noite anterior.


Chacina em Cariacica: suspeito de matar mãe e dois filhos é assassinado

A namorada do suspeito disse aos policiais que eles estavam indo para casa de uma amiga, quando um carro vermelho passou atirando. O suspeito, que já tinha seis passagens pela polícia, sendo a maioria por tráfico de drogas, morava em Bandeirantes, em Cariacica, onde a chacina que deixou mãe e dois filhos mortos aconteceu. Testemunhas contaram aos policias militares que quatro homens encapuzados chegaram a pé pelo Beco e entraram na casa atirando. No local do ocorrido, os PMs disseram que já tinham a identificação dos suspeitos e um deles era Jeferson.

Buchas de maconha e pedras de crack foram encontradas pela equipe de reportagem da TV Vitória/Rede Record no local onde ocorreu a chacina em uma casa no Beco do Valão, no bairro Bandeirantes, em Cariacica, na noite da última quarta-feira (28). Quatro homens encapuzados chegaram a pé e atiraram em todos que estavam na residência. Mãe e dois filhos morreram na chacina.

As drogas foram encontradas à beira do valão. A maconha e o crack estavam escondidos em frente à casa, onde ocorreu a tragédia e foram apreendidos por policiais militares. O imóvel foi fechado depois de ter sido invadido pelos criminosos para matar mãe e dois filhos, balear outras três pessoas e dar uma coronhada na cabeça de um homem, de 49 anos. Uma amiga das vítimas, que prefere não se identificar, diz estar aterrorizada. ?Estamos chocados. Nós não esperávamos isso. A família toda está chocada?, diz.

Outra moradora da região também lamentou o que aconteceu. ?Estou bem assustada apesar de não ser a primeira vez. Mas eles entrarem dentro de casa e matarem uma família é bem chocante?, conta.

Depois da tragédia, a Polícia Militar reforçou a segurança na região. A intenção dos PMs é localizar suspeitos de envolvimento no crime e reforçar o trabalho de investigação da Polícia Civil. Uma das hipóteses mais prováveis é de que o caso esteja relacionado ao tráfico de drogas, em Bandeirantes.

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (Sesa), a menina baleada no pé não foi internada no Hospital Infantil de Vitória e por isso não foi possível saber o estado de saúde dela. Já o quadro de saúde de Wesli Vinicius Vieira Barbosa, de 20 anos, é estável. José Carlos de Jesus Nascimento, que levou uma coronhada na cabeça não precisou ficar internado. O outro rapaz baleado ainda não foi identificado.

Maria Selma de Jesus, de 42 anos, foi morta com um tiro na nuca. Já os dois filhos dela, Tiago de Jesus Nascimento, de 14 anos, e Jeferson de Jesus Nascimento, de 16 anos, foram executados com cerca de cinco tiros na cabeça.

Além deles, uma filha de Maria Selma, Camile de Jesus Nascimento, de 12 anos, foi baleada no calcanhar e levada para o Hospital Infantil, em Vitória. Os moradores que ajudaram a socorrer a menor, contaram que era possível ouvir muitos tiros e os gritos da menina que foi ferida no pé.

Já o marido da vítima, José Carlos de Jesus Nascimento, de 49 anos, levou uma coronhada na cabeça e foi socorrido.

Próximo à casa, a perícia da Polícia Civil encontrou duas munições intactas e uma cápsula. Segundo a polícia, a região vive em guerra entre as gangues do Buraco Quente e do Abismo, onde o crime aconteceu.

Ainda de acordo com a Polícia Militar, os dois rapazes tinham envolvimento com o tráfico de drogas e eram os alvos dos criminosos. Os PMs também informaram que a mãe só foi morta, pois se abraçou com um dos filhos. A polícia já tem a identificação dos autores do assassinato, mas eles ainda não foram localizados.

Fonte: r7