Chefe do tráfico de favela é morto em troca de tiros com policiais militares

Durante o tiroteio, Wagner Nunes de Souza, de 23 anos, também morreu

Acusado de ser o chefe do tráfico da favela Para Pedro, Josiel Gomes de Souza, o Toulon, de 32 anos, foi morto por volta das 21h50m deste sábado, em uma troca de tiros com policiais militares do 41º BPM (Colégio), na Estrada do Quitungo, em Brás de Pina. Durante o tiroteio, Wagner Nunes de Souza, de 23 anos, também morreu, e Bruno Eduardo da Silva Procópio, o Piná, de 33 anos, apontado como chefe do tráfico da Vila Cruzeiro, ficou ferido. Ele foi encaminhado para o Hospital Getúlio Vargas.



Segundo os agentes, uma viatura fazia o patrulhamento quando observou um veículo Corsa Sedan cinza com vidro escuro saindo da comunidade. Quando pedido para parar, o carro acelerou e começou a perseguição e troca de tiros. O motorista Wagner morreu com tiro na cabeça e bateu o veículo em um poste da Estrada do Quitungo. Quando a polícia abriu a porta do carro, Toulon tentou atirar, mas os agentes foram mais rápidos.

A polícia apreendeu uma pistola 9 mm. Os agentes contaram que, ao longo da perseguição, os bandidos jogaram granadas e armas pela janela do carro. Quando uma outra guarnição foi buscar o material, ele já havia sido recolhido por um homem que passou de moto.

O caso foi registrado na 22ª DP (Penha).

Fonte: Extra