Cinco flagrados no bafômetro em THE

A lei seca entrou em vigor há mais de seis meses em todo o País

Enquanto a capital vizinha, Fortaleza, registrou 190 flagrantes de motoristas dirigindo com nível de álcool acima do permitido no último final de semana, Teresina contabiliza apenas 5 flagrantes através de bafômetros em todo o período de vigência da chamada ?lei seca?, que começou a vigorar em 20 de junho deste ano. Guardadas as devidas proporções, o baixo índice de flagrantes realizados por bafômetro é uma prova de que, até o momento, quem dirige embriagado em Teresina corre um risco quase insignificante de ser penalizado.

No total, já foram autuadas 56 pessoas por conduzirem veículos com teor de álcool acima do permitido. No entanto, 51 dessas notificações foram finalizadas após exames clínicos realizados no IML. Ou seja, não foram notificações realizadas por meio de blitz. A falta de fiscalização é um reflexo da ausência de bafômetros nos órgãos responsáveis pelo monitoramento da lei na capital. Sem esses equipamentos, o Ciptran não tinha como realizar blitz, fator responsável pelo pequeno número de flagrantes.

De acordo com o 2º tenente do Ciptran, Juarez Ferreira da Costa, essa situação deve mudar a partir deste fim de semana. Isso porque o órgão já recebeu três bafômetros e deve iniciar um processo de blitze regulares. Além disso, a partir de agora os motoristas que se envolverem em acidentes serão submetidos ao teste de bafômetro. ?Com a chegada dos bafômetros poderemos atuar de forma mais intensiva?, destaca o tenente.

Fonte: Carolina Durães, Jornal Meio Norte