Cliente é preso após dizer a funcionária negra que lugar dela era varrendo o chão

O crime aconteceu no último dia 3 de fevereiro. Sandra recebeu apoio dos colegas e de outros clientes, e ligou para a polícia para fazer a denúncia.

Um homem foi preso após humilhar a bancária Sandra Vianna, única mulher negra entre os quatro caixas da agência do Banco do Brasil em Catete, no Rio de Janeiro.

O cliente proferiu palavras racistas ao dizer a frase: “Essa negra nem devia estar aqui. Tinha que estar varrendo o chão lá fora”, após se irritar pela demora para ser atendido.

O crime aconteceu no último dia 3 de fevereiro. Sandra recebeu apoio dos colegas e de outros clientes, e ligou para a polícia para fazer a denúncia.

Os oficiais levaram os dois para o boletim de ocorrência na 10ª Delegacia, em Botafogo, acompanhados de mais dois funcionários que foram testemunhas no caso.  A delegada autuou o cliente em flagrante por injúria racial, estipulando fiança para que ele pudesse evitar passar a noite na cadeia. O processo agora está sob responsabilidade da delegacia do Catete (9ª DP).

Fonte: Gadoo