Com família na Europa, chefe "playboy" do tráfico da Rocinha, RJ, estaria na Suíça

Jonny abandonou o morro após desavenças e foi para Europa, segundo denúncias investigadas pela polícia; traficante fala inglês e viajava com frequênci

John Wallace da Silva Viana, o Jonny, de 25 anos, parece ter trocado a vida conturbada pela tranquilidade. O bandido não é mais chefe do tráfico da favela da Rocinha, na Zona Sul do Rio, de acordo com investigações da polícia. Ele comandava a venda de drogas na parte baixa da comunidade, mas abandonou o posto no fim do ano passado diante de desavenças com a quadrilha. Moradores da favela afirmam que Jonny fugiu para Suíça e as denúncias estão sendo investigadas pela delegacia da Rocinha (11ª DP). A fuga para Europa não surpreende quem conhece o perfil do criminoso.


Com família na Europa,  chefe

"Ele é um traficante diferenciado. Veio de família rica, mas se envolveu com o crime", afirmou um policial militar da UPP da Rocinha. "A história até lembra a do filme [Meu nome não é Johnny]", lembra um agente da Polícia Civil. Jonny estudou, fala inglês e costumava viajar para fora do país. De acordo com a polícia, o criminoso já esteve na Suíça visitando uma tia. Lá, tirou fotos nos Alpes e se divertiu com a família. A mãe de Jonny é professora e já foi diretora de uma escola municipal.

O Disque-Denúncia oferece R$ 2 mil de recompensa para quem ajudar a polícia a encontrar o bandido. A última ligação foi feita em julho do ano passado, quando Jonny ainda circulava armado pela Rocinha. Na favela, ele era considerado homem de confiança do traficante Antônio Bonfim Lopes, o Nem, ex-chefe do tráfico preso em novembro de 2011.

Fonte: G1