Com habeas negado, Beira-Mar segue em regime diferenciado

Pedido de liminar com o mesmo objetivo já havia sido negado pelo Tribunal Regional Federal


Com habeas negado, Beira-Mar segue em regime diferenciado
O traficante Luiz Fernando da Costa, conhecido como Fernandinho Beira-Mar, permanecerá preso em regime disciplinar diferenciado. Ele teve pedido de habeas-corpus negado pelo desembargador convocado para o Superior Tribunal de Justiça (STJ) Adilson Vieira Macabu.

Segundo a defesa do traficante, ele estaria sofrendo constrangimento ilegal ao cumprir suas penas em regime disciplinar diferenciado, ao qual foi submetido pelo prazo de 120 dias. A defesa requereu a concessão de liminar para que fossem suspensas restrições não previstas na Lei de Execução Penal, como a proibição de contato físico com qualquer visitante, inclusive crianças, e o banho de sol realizado na própria cela.

Pedido de liminar com o mesmo objetivo já havia sido negado pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em habeas-corpus que ainda está pendente de julgamento de mérito.

Por essa razão, Macabu aplicou a Súmula 691 do Supremo Tribunal Federal (STF), que impede o julgamento de habeas-corpus nessa hipótese. O habeas-corpus foi indeferido liminarmente, ou seja, o mérito não será analisado pelo STJ.

Fonte: Terra, www.terra.com.br