Com pele e olho arrancados, dona de casa foi atacada pelas costas

Além de um ferimento nas costas, ocasionado possivelmente quando ela estava de joelhos, Geralda também tinha um grande corte no pescoço.

Exames necroscópicos no corpo da dona de casa Geralda Lúcia Ferraz Guabiraba, 54, encontrada morta à 0h45 do último sábado, num local de Mairiporã (Grande SP) conhecido como Pedra da Macumba, apontam que ela foi atacada pelas costas.



Além de um ferimento nas costas, ocasionado possivelmente quando ela estava de joelhos, Geralda também tinha um grande corte no pescoço. A vítima estava sem os olhos e sem a pele e a musculatura do rosto. O local onde o corpo estava é usado para a prática de rituais religiosos.

Até a noite de ontem, os médicos legistas do IML (Instituto Médico Legal) ainda não haviam concluído a causa da morte de Geralda, mulher de José Pereira Guabiraba, um dos diretores comerciais do Grupo Estado.

Ao sair de casa sozinha, à meia-noite de sexta-feira, Geralda levou uma sacola plástica com uma garrafa d"água e o mesmo copo de alumínio encontrado no local do crime, com um líquido branco.

Parentes de Geralda relataram à polícia que ela estava com um "comportamento atípico" nos dias que antecederam o crime e que vinha usando muito a internet.

Peritos do IC (Instituto de Criminalística) analisam o computador da vítima atrás de informações que possam indicar se ela havia marcado algum encontro e também para saber por quais sites ela navegou.

Fonte: Folha.com