Com raiva, homem mata mulher após ela negar pedido de namoro

O rapaz matou e escondeu o corpo da jovem dentro de um poço.

Um homem identificado como André Luiz da Silva, de 27 anos, foi preso por policiais da Divisão de Homicídios após ter confessado ser o autor da morte de Mariana Reis da Silva, de 24 anos, há três anos. O acusado foi indiciado por assassinato e ocultação de cadáver.

 Em depoimento a polícia, o acusado declarou que jogou o corpo da mulher em um poço, perto da sua residência. O motivo do crime foi porque a jovem se negou a namorado com ele, por não querer um compromisso sério. No momento em que saia de uma festa com alguns amigos Mariana foi perseguida e obrigada a entrar no carro de André, o amigo da vítima também foi baleado.

Depois disso, Mariana ficou desaparecia por sete dias antes de seu corpo ter sido encontrado no poço. Na sua defesa para a família, André jurou ter deixado Mariana em um ponto de ônibus. O acusado trabalhava como cuidador de cavalos e matou um deles para jogar no poço em cima do corpo de Mariana para que não fosse descoberto.

A mãe da vítima, Vera Reis, afirmou que acreditou na versão do rapaz: “Ele não despertou nada de diferente para que fosse culpado, nós acreditamos nele”, declarou.

Jovem foi jogada em um poço (Crédito: Reprodução)
Jovem foi jogada em um poço (Crédito: Reprodução)
Mãe da vítima acreditou no acusado (Crédito: Reprodução)
Mãe da vítima acreditou no acusado (Crédito: Reprodução)
Acusado confessou o crime (Crédito: Reprodução)
Acusado confessou o crime (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do R7