Comprovado suícidio de Angelina, irmã da modelo e apresentadora Ângela Bismarchi

Comprovado suícidio de Angelina, irmã da modelo e apresentadora Ângela Bismarchi

A Perícia comprovou que ela cometeu suicídio com um tiro no peito.

Policiais da 81ª DP (Itaipu) do Rio de Janeiro, que investigam a morte da irmã da modelo e apresentadora Ângela Bismarchi, a ex-escrivã da Polícia Federal Angelina Filgueiras, 42 anos, e de seu ex-marido, Márcio Fonseca, 48, ex-capitão de fragata da Marinha, ocorrida no último dia 16, concluíram que ela cometeu suicídio com um tiro no peito e que seu namorado, Jolmar Milato, matou Márcio com três tiros.

Esta era a versão apresentada por Jolmar em seu depoimento.

Na última sexta-feira, houve a reconstituição do crime na casa de Angelina, em Piratininga, região oceânica de Niterói, na Grande Rio. "Há compatibilidade com a versão de Jolmar, inclusive com a necropsia constatando que a bala alojada no corpo de Angelina não foi de um tiro à distância. Com isso, os peritos descartaram qualquer outra hipótese. Sobre Angelina, ela tinha um histórico de depressão, já havia tentado suicídio e estava afastada da Polícia Federal por causas psiquiátricas", explica o delegado Gabriel Ferrando de Almeida. Jolmar alegou legítima defesa e responderá por homicídio.

Briga e suicídio

Angelina Filgueiras, 42 anos, morreu durante uma briga entre o ex-marido e o namorado dela. O capitão da Marinha Márcio Luiz Fonseca, 48 anos, entrou na casa da ex-mulher por volta das 23h de 16 de junho e a encontrou com o atual namorado, Jolmar Wagner Milato, 40 anos. Após luta corporal entre os dois homens, Angelina foi baleada no peito. Em seguida, Jolmar teria efetuado três disparos contra Márcio.

Segundo depoimento de Jolmar, durante a briga, Angelina desarmou o ex-marido e apontou a arma para o próprio peito, dizendo que atiraria caso os dois não parassem de lutar. Como a troca de socos continuou, ela teria atirado em si própria. A mulher foi encaminhada ainda com vida para o Hospital Municipal Mario Monteiro, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Angelina morava em Niterói. Ela já trabalhou na Polícia Rodoviária Federal e estava exercendo a função de escrivã da Polícia Federal. A agente se formou pelo Centro Universitário Augusto Motta, no Rio de Janeiro. Segundo o marido de Angela Bismarchi, o cirurgião Wagner de Moraes, as duas eram melhores amigas, as únicas mulheres entre sete irmãos.

A irmã famosa da vítima já trabalhou como atriz de TV, modelo fotográfica. Angela Bismarchi também possui uma grife de biquínis e lingeries eróticas. Atualmente, participa do reality show A Fazenda, na TV Record.

Fonte: Terra