Condenada por fraudar INSS, Jorgina de Freitas é solta no Rio

Ela desviou cerca de de R$ 1,2 bilhão do INSS.

Acusada estava na carceragem do presídio de Benfica.

Jorgina de Freitas foi condenada a 14 anos de prisão

por fraudar o INSS. (Foto: Reprodução / TV Globo)A ex-advogada Jorgina de Freitas, conhecida por desviar cerca de R$ 1,2 bilhão da Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) na década de 1990, foi solta, no Rio. Ela estava presa na penitenciária Oscar Stevenson, em Benfica, Zona Norte do Rio, e foi liberada na tarde de sábado (12).

A informação foi confirmada pela Secretaria de estado de Administração Previdenciária (Seap). Jorgina foi condenada pelo Tribunal de Justiça, em julho de 1992, a 14 anos de prisão.

A acusada terá que ressarcir o INSS em R$ 200 milhões. Para o abatimento da dívida, os 57 imóveis dela vão a leilão.

De acordo com a Justiça, as fraudes, realizadas com o pagamento de indenizações falsas, foram cometidas em São João de Meriti, Duque de Caxias e Vassouras .

Fonte: AE