Conselheiro tutelar é suspeito de estuprar menina de 12 anos

Autuado por estupro de vulnerável, ele pode ficar preso de 8 a 12 anos, se condenado.

O conselheiro tutelar da região central de Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana, foi preso no domingo (29) suspeito de estuprar uma menina de 12 anos. Segundo a titular da Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente (DPCA), Myrian Vidal, o homem de 33 anos fazia o acompanhamento da garota a pedido da tia, com quem mora. Ela estaria saindo com muita frequência e, há algum tempo, apresentando notas baixas na escola.

De acordo com a delegada, com o pretexto de acompanhá-la, o conselheiro pegou o número de celular da menina e passou a ligar insistentemente. No domingo, ele marcou um encontro. Ela alegou que estava sozinha e que os avós, que moram com ela, teriam trancado o portão. O homem orientou que ela o pulasse.

A princípio ela teria resistido, mas cedeu depois que o conselheiro concordou que ela levasse uma amiga. De acordo com Myrian Vidal, a garota gravou parte da conversa, no momento em que ele aceitava que a amiga fosse junto. No áudio, segundo a delegada, o conselheiro afirma que está a duas quadras da casa esperando por ela e diz que a amiga pode ir, desde que não os atrapalhe.

Crime

Como combinado, a garota de 12 anos pulou o portão e se encontrou com o conselheiro. Ela e a amiga entraram no carro dele e foram até sua casa. Na residência, a amiga teria ficado na sala enquanto o homem entrou com a menina para o quarto.

Segundo a delegada, ao perceber que a garota estava sendo vítima de um abuso, a amiga acionou a Polícia Militar. Ele está detido no 3º Distrito Policial da cidade. Autuado por estupro de vulnerável, ele pode ficar preso de 8 a 12 anos, se condenado.

Conselho tutelar

Até as 15h50 desta segunda, os três conselhos de Aparecida de Goiânia estavam reunidos com o vice-presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) para decidir o futuro do suspeito.

Fonte: G1