Conselho Tutelar retira de casa menina ferida com soda cáustica

Conselho Tutelar retira de casa menina ferida com soda cáustica

O padrasto da criança é suspeito de ter jogado o produto no rosto da menina.

O Conselho Tutelar de Paranavaí, no noroeste do Paraná, decidiu retirar provisoriamente de casa a menina de quatro anos que foi ferida com soda cáustica pelo padrasto na quarta-feira (15). Ela e os outros dois irmãos devem ficar fora de casa até que a situação seja resolvida, já que o suspeito segue foragido e a mãe vinha recebendo ameaças dos familiares dele.

De acordo com a Polícia Militar (PM), o padrasto da criança é suspeito de ter jogado o produto no rosto da menina, bem como no abdômen e nas costas da esposa. A criança teve queimaduras de segundo grau, e a mulher de primeiro. A mãe contou que o alvo da queimadura era ela, e que o desentendimento começou por conta de um atraso dela quando saiu para comprar leite.

Segundo o presidente do Conselho Tutelar, Marcos Antonio de Mattos, o motivo da retirada das crianças de casa é precaução. ?As crianças estavam correndo risco. Se houve a violação dentro de casa, elas permanecendo dentro de casa correriam o risco. Vai que acontece do padrasto voltar para casa e acontecer algum conflito, estaríamos respondendo pela omissão?, afirmou. Segundo ele, o Ministério Público deve ser informado da situação e deve decidir sobre o assunto junto do Poder Judiciário.

Contudo, a mãe das crianças, Patrícia Silvério desaprovou a medida. ?Eu iria dar um jeito de me esconder, eu achei injusto que por causa dele (marido) eu esteja pagando. Estou sofrendo sem meus filhos?, afirmou. Ela disse buscará recuperar a guarda dos filhos, mas não quis explicar à reportagem o que pretendia fazer. ?Isso vai da minha cabeça?, resumiu.

Apesar de Patrícia ter afirmado que comunicou à polícia sobre as ameaças, o delegado que investiga o caso, Gustavo Bianchi, negou a informação. ?Oficialmente, no depoimento, ela não relata que está sendo ameaçada. Qualquer informação nesse sentido é extraoficial?, garantiu o delegado. Ele afirmou que ainda assim a polícia tem verificado estes indícios e que espera que o suspeito se apresente ainda na tarde desta quinta (16).

Fonte: G1