THE: assaltos frequentes a ônibus vem assustando aos motoristas e cobradores

Os bandidos são audaciosos, violentos e usam de crueldade com as vítimas

Andar de ônibus em Teresina virou viagem perigosa. Quem enfrenta esse perigo são os motoristas e cobradores é uma profissão de risco.

Francisco Silva é um exemplo. Ele foi assaltado na semana passada e não poderia esquecer o fato e nem a forma como foi tratado. ?Eles levam tudo! Infelizmente a gente não como se resolve. A gente está correndo risco toda hora. Lá o Alto da Ressurreição são dois assaltos por dia. Eles chegam com revólver e levam tudo o que tem no terminal.

Os bandidos são audaciosos, violentos e usam de crueldade com as vítimas. Pois além de roubarem, assaltarem, eles humilham as vítimas. Eles me botaram de joelhos e me pediram para entregar a chave da moto. A minha sorte foi um pessoal que vinha descendo na avenida e os bandidos me deixaram para tomarem a Bros deles. Tá difícil trabalhar porque todos os dias é um assalto!?, afirmou uma vítima.

Para o presidente do Sindicato dos Motoristas e Cobradores, Francisco das Chagas, esse é um problema de difícil equação, entre denunciar o registro da ocorrência e uma providência concreta para evitar novos assaltos. ?A bandidagem está tomando conta do sistema de transporte de Teresina. O bandido chega e não tem mais hora para assaltar. Eles assaltam de manhã, à tarde, à noite."

Os usuários de ônibus coletivos de Teresina e intermunicipais vivem assustados com medo de assaltos.

Fonte: Denison Duarte