Continua o mistério do sumiço de preso no Ceará

A diretoria do presídio confirmou o desaparecimento em uma contagem de presos

Procura-se, vivo ou morto. Desta forma est? sendo encarado o sumi?o do assaltante de bancos e carros-fortes Rubens Ramalho de Ara?jo, que desapareceu de sua cela no Instituto Penal Paulo Sarasate (IPPS).

O caso veio ? tona na semana passada. ?Rub?o?, como era conhecido, havia recebido visita no ?ltimo dia 31 de agosto e depois disso n?o foi mais visto. A diretoria do pres?dio confirmou o desaparecimento em uma contagem de presos realizada no ?ltimo s?bado (6).

De l? para c?, duas recontagens j? foram realizadas e uma terceira j? est? prevista para que n?o haja qualquer d?vida de que o preso n?o est? dentro da penitenci?ria. ?N?s j? adotamos algumas medidas internas visando ? localiza??o do Rubens, vivo ou morto. H? mais uma recontagem prevista para que possamos ter a certeza absoluta de que ele n?o est? l?, explicou o coordenador do Sistema Penitenci?rio, Bento Laurindo, em entrevista ao Di?rio do Nordeste, ontem ? noite.

Para ele, a possibilidade de o detento se encontrar no interior do IPPS ?? m?nima, quase que inexistente?. Mesmo assim, ser? feita mais uma busca.

Somente ap?s esta ?ltima recontagem ser?o instaurados procedimentos policial e administrativo para apura??o do caso. ?Tudo indica que ele tenha fugido?, afirmou Bento.

Fonte: Diário do Nordeste, www.diariodonordeste.com.br