Coordenador da campanha de Manaus é morto com cinco tiros

Delegacia de Homicídios e Sequestros vai investigar o crime

Um dos coordenadores da campanha eleitoral do candidato à Prefeitura de Manaus Artur Neto (PSDB) foi morto a tiros no começo da noite deste sábado (22). Aldemir Feitosa, de 44 anos, atuava na campanha no bairro Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus.

De acordo com o amigo da vítima e também coordenador de campanha, Anderson Santos, o assassinato ocorreu próximo ao campo de futebol do bairro, pouco depois que eles encerram as atividades de panfletagem iniciada no começa no dia. "A gente estava no campo. Outras pessoas também estavam lá. Saí por instantes e quando voltei ele estava morto no chão", disse ele.

Santos afirmou que a vítima era conhecida na área por realizar diversos trabalhos na comunidade. "A vida dele foi naquela campo, lutando pelo esporte e ele morreu justamente lá. Ele tinha uma luta muito grande, brigava mesmo pela comunidade. Todos conheciam ele".

Segundo o Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), que também registrou a ocorrência, o coordenador chegou a ser socorrido e levado ao Hospital Platão Araújo, também Zona Leste, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. O corpo foi encaminhado para Instituto Médico Legal (IML), Zona Norte da capital

Os candidatos Artur Neto e Hissa Abrahão foram até o IML para acompanhar o caso. Eles disseram, por meio da assessoria de campanha, que vão aguardar a investigação policial.

O crime foi registrado na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), que vai investigar o crime.

Fonte: G1