Coordenador de fundação é assassinado a tiros

Coordenador de fundação é assassinado a tiros

Uma das balas acertou a nuca de uma criança de três anos que passava pelo local

Um coordenador da Fundação Casa de São Paulo, a antiga Febem, foi assassinado na noite desta terça-feira (20), no Brás, Zona Leste de São Paulo.

Sidnei Gonçalves, de 39 anos, estava na casa da enteada com a mulher, e saiu para deixar as compras no carro, quando tomou um tiro na perna. Ferido, tentou fugir, foi perseguido e alvejado várias vezes.

Uma das balas acertou a nuca de uma criança de três anos que passava pelo local. Sidnei correu por 100 metros e caiu. Foi quando o assassino atirou na testa do coordenador.

?Tudo indica que foi uma execução, porque a informação que eu tenho é que foi tiro encostado?, disse o delegado André Luiz Barbosa.

A polícia acredita que o criminoso chegou numa moto que foi abandonada logo depois do crime, sem placa e com a numeração chassi raspada.

Sidnei trabalhava há oito anos na Fundação Casa. Há um ano e meio passou a coordenar uma equipe de dez agentes que cuidam de menores infratores.

?Ele não sofria ameaça, mas ele tinha medo de expor a mim a as crianças?, afirmou a mulher da vítima, Cristiane Mendonça. A criança de três anos passa por exames. Ela está consciente e o estado de saúde é estável.

Fonte: g1, www.g1.com.br