Coronel nega teste do bafômetro após atropelar motociclista

Coronel nega teste do bafômetro após atropelar motociclista

O motociclista estava parado no semáforo quando foi atropelado pelo coronel, que dirigia um carro modelo Vectra

Um coronel aposentado da Polícia Militar atropelou um motociclista na noite deste domingo (23), na avenida Dante Michelini, em Vitória. O motorista, Carlos Carvalho Loureiro, ex- comandante geral da PM no Espírito Santo, se recusou a fazer o teste do bafômetro.

O acidente aconteceu por volta das 20h. O motociclista estava parado no semáforo quando foi atropelado pelo coronel, que dirigia um carro modelo Vectra. Segundo o sargento Jalerci, que atendeu a ocorrência, o coronel se negou a fazer o bafômetro. "Não posso afirmar que estava bêbado, mas aparentava", afirma.

O motociclista, Paulo Sérgio Neves, disse que além de ser atropelado, quase foi agredido pelo coronel. "Ele veio para cima de mim, mas escorregou e caiu no chão. Ele estava muito bêbado, não aguentava ficar em pé", conta.

O coronel Carvalho foi encaminhado para o Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) de Vitória. Antes de entrar na delegacia, ele tentou explicar o acidente para a equipe de reportagem. "O sinal amarelou e bateu...", diz, com voz enrolada. Depois de negar, ele admitiu que bebeu antes de atingir o motociclista e disse porque não fez o teste. "A lei me faculta isso. Eu bebi", afirma.

Após falar com a equipe de reportagem, o coronel dormiu dentro do carro da polícia. Após exata 1 hora, o coronel decidiu entrar na delegacia, cobriu o rosto e saiu do carro. De acordo com a Polícia Militar, ele já foi liberado. O motociclista atropelado teve ferimentos leves.


Coronel atropela motociclista e nega teste de embriaguez, diz polícia do ES

Fonte: g1.com