Gangues: A droga é sempre o pano de fundo, diz coronel

Gangues: A droga é sempre o pano de fundo, diz coronel

Em entrevista para o Jornal Agora, da Rede Meio Norte, o coronel conversou sobre a violência entre jovens da capital

?A gente faz nossa parte, investiga as demandas, prende os infratores, mas o que a gente não pode fazer é matar.? Disse o coronel Albuquerque da Polícia Militar do Piauí, comandante de policiamento da capital, Sobre os jovens envolvidos em gangues, cada vez mais numerosos em Teresina.

Em entrevista para o Jornal Agora, da Rede Meio Norte, o coronel conversou sobre a violência entre jovens da capital. Segundo ele, o pano de fundo é sempre a droga. ?O jovem não tem mais referência, e acaba por se envolver com entorpecentes.?

Coronel Albuquerque contou que a Polícia Militar de Teresina conta com o Serviço de Inteligência para lutar contra a guerra de gangues na capital. Nesse setor, é feito o monitoramento dos envolvidos, para haver um controle por parte das autoridades com relação a quem participa desses grupos criminosos.

Fonte: Andrê Nascimento