Coronel e a família viram reféns no Ceará

A casa do oficial foi atacada por quatro homens com armas de grosso calibre

O coronel da Polícia Militar, César Augusto Maciel Soares, ex-comandante do Quartel do Comando Geral da PM (QCG) e, atualmente, à disposição da Casa Militar do Governo, virou refém - juntamente com sua família - de uma quadrilha de assaltantes, na noite da última segunda-feira (16). A casa do oficial, na Cidade dos Funcionários, foi atacada por quatro homens com armas de grosso calibre, pistolas 380 ACP e nove milímetros.

O assalto, segundo registros da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), ocorreu por volta de 22h25, quando o militar e a esposa chegavam em casa. A quadrilha já estava nas proximidades e resolveu agir.

Três dos quatro assaltantes -entre eles um adolescente - entraram na casa já de arma em punho, enquanto o quarto homem do bando permaneceu do lado de fora fazendo a ´cobertura´ dos comparsas em um veículo pronto para a fuga.

Cercada

A Polícia foi avisada do assalto por um filho do militar, que percebeu a chegada dos ladrões, se trancou em uma das dependências da casa e ligou para a Ciops (190). Quando a primeira patrulha apareceu na rua, o bandido que aguardava os comparsas conseguiu escapar. Policiais da Força Tática de Apoio (FTA), da 4ª Companhia do 5º BPM (Luciano Cavalcante), foram os primeiros a cercar a residência do coronel. Percebendo que não teriam chances de escapar do local, os três assaltantes que estavam na residência decidiram largar as armas e se entregar aos policiais militares.

O trio foi conduzido, primeiramente, para o plantão do 30º DP (São Cristóvão), onde logo a Polícia descobriu que um deles era menor de idade. Por conta disso, o assaltante foi transferido para a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), e ali lavrado o termo de apreensão, em flagrante, por crime de assalto (roubo).

Os dois assaltantes maiores foram identificados como David de Sousa Abreu e Cristiano Venuto dos Santos. Um deles já tem uma extensa ficha criminal e mandado judicial de prisão em aberto.

Segundo o comandante do Policiamento da Capital (CPC), coronel PM Sérgio Costa, a prisão dos bandidos pode representar a desarticulação de uma perigosa quadrilha que vinha assaltando residências na área da Cidade dos Funcionários, Lagoa Jacarey e Água Fria, considerados bairros nobres da Zona Sul de Fortaleza.

?O quarto assaltante, que estava na cobertura, fugiu com a chegada da Polícia, mas já estamos com um trabalho de inteligência para identificá-lo?, disse Sérgio Costa. Segundo ainda o militar, a 4ª Cia/5º

BPM, comandada pelo major George, intensifica a segurança naquele setor da Capital.

Em menos de sete horas, o foi o segundo assalto registrado em Fortaleza tendo policial militar como vítima. Ainda na tarde de segunda-feira, outro PM, identificado como cabo Markan, foi atacado por uma dupla de assaltantes em plena Avenida Paranjana, no bairro Castelão. Markan acabou sendo baleado pelos ladrões. Recebeu um tiro de revólver na coxa e teve sua arma e o automóvel particular roubados.

Fonte: Diário do Nordeste, www.diariodonordeste.com.br