Corpo de Bombeiros encerra buscas por ex-namorada do goleiro Bruno em lagoa

Corpo de Bombeiros encerra buscas por ex-namorada do goleiro Bruno em lagoa

Durante a verificação da tarde, os bombeiros usaram um cão farejador para vasculhar o entorno da lagoa

Os bombeiros encerraram as buscas por Eliza Samudio na região da Lagoa Suja, em Ribeirão das Neves (MG), no fim da tarde desta segunda-feira (5). Segundo integrantes da equipe que estava no local, nada significativo para a investigação foi encontrado. A jovem está desaparecida há mais de 20 dias. Ela teve um relacionamento com o goleiro Bruno, do Flamengo, e tentava provar que o filho de quatro meses era dele.

Durante a verificação da tarde, os bombeiros usaram um cão farejador para vasculhar o entorno da lagoa e entraram mais uma vez na água com um barco. Dessa vez, o motor permaneceu desligado.

De acordo com o tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, João Luiz Ramos, foi feita uma varredura no fundo do leito da lagoa com ganchos na tentativa de encontrar algum objeto relevante para a investigação, além de busca visual.

Ramos disse ainda que não foi possível usar mergulhadores porque a água da lagoa é contaminada. Durante a manhã, a equipe usou técnicas para fazer turbulência e ondulações na água.

As buscas na lagoa começaram após uma denúncia de que o corpo de Eliza teria sido despejado no local. A região fica próxima à casa de funcionários do sítio do jogador Bruno, que já prestaram depoimento. A lagoa está localizada no bairro Liberdade, onde o filho de Eliza foi encontrado há mais de uma semana.

É esperado para esta segunda-feira o resultado do exame de contraprova do laudo que identificou substâncias abortivas na urina de Eliza, colhida em outubro de 2009. Na época, a jovem disse à polícia que Bruno a teria obrigado a tomar um líquido. O primeiro resultado do exame deu positivo.

Entenda o caso

De acordo com a polícia, o sumiço de Eliza Samudio começou a ser investigado depois de denúncias de que ela havia sido agredida no sítio que pertence ao jogador Bruno, em Esmeraldas (MG). Segundo a polícia, ele é suspeito de envolvimento no caso.

Dayane Fernandes, mulher do goleiro Bruno, teria dito, em depoimento à polícia, que Eliza teria abandonado o bebê. A criança foi encontrada pela polícia na casa de desconhecidos e foi entregue ao avô, pai de Eliza, em 27 de junho.

Dayane chegou a ser levada à delegacia na sexta-feira, 25 de junho. Ela foi detida e liberada em seguida. Segundo a delegada, a mulher do atleta foi autuada por subtração de incapaz.

Na segunda-feira passada, 28 de junho, a polícia vasculhou o sítio do goleiro Bruno, por mais de nove horas. Policiais e peritos fizeram escavações e vistoriaram o sótão, onde encontraram roupas de mulher, objetos de criança, fraldas e passagens aéreas. Um poço também foi vasculhado. A polícia já ouviu funcionários do sítio de Bruno e amigas de Eliza.

O Flamengo anunciou que o goleiro permanece afastado do time durante as investigações. Em 1º de julho, ele disse que estava "muito chateado" com o sumiço de Eliza. O atleta ainda não foi chamado para depor.

Fonte: g1, www.g1.com.br