Corpo de DJ morto em chacina será enterrado em São Paulo

Corpo de DJ morto em chacina será enterrado em São Paulo

Corpo de DJ Lah será enterrado neste domingo em Embu das Artes

O corpo do DJ Laércio de Souza Grimas, 33 anos, será enterrado neste domingo no cemitério dos Jesuítas, em Embu das Artes, na Grande São Paulo. O músico foi assassinado a tiros na chacina em um bar que vitimou, ao todo, sete pessoas na madrugada de ontem na capital paulista.

De acordo com o delegado Luiz Maurício Blazeck, que investiga o caso, o alvo da chacina poderia ser o DJ, conhecido como Lah. Ele foi morto com 15 tiros, nove deles pelas costas.

Ontem, a polícia chegou a informar que, entre as vítimas, estaria o autor das imagens que mostram policiais militares agredindo e disparando contra o servente Paulo Batista do Nascimento - em novembro de 2012 - mas, no mesmo dia, a Polícia Civil recuou e informou que, entre os mortos, não há ninguém que tenha participado efetivamente das filmagens.

Segundo informações da polícia, quatro veículos foram utilizados no crime, que foi cometido por cerca de 14 pessoas na região do Campo Limpo, zona sul de São Paulo. Mais de 50 tiros teriam sido efetuados. Entre os feridos, uma vítima continua internada em estado grave e outra, atingida na perna, recebeu alta.

Além do DJ Lah, morreram na chacina Carlos Alexandre Claudino da Silva, 27 anos, Bruno Cássio Cassiano de Souza, 17 anos, João Batista Pereira de Almeida, 34 anos, Edmílson Lima Pereira Santos, 27 anos, e Ricardo Genuíno da Silva, 39 anos, e Ricardo Almando Salgado dos Santos Júnior, 41 anos, de acordo com a Secretaria da Segurança Pública.

Fonte: Terra, www.terra.com.br