Corpo de grávida achado em mala tinha sinais de estrangulamento

Valdineia Preszaniuk, 21 anos, havia se mudado do Paraná para o interior de São Paulo

O corpo da grávida de gêmeos encontrado dentro de uma mala em uma lagoa na cidade de Itupeva, na região de Campinas, a 73 km de São Paulo, apresentava sinais de estrangulamento, além de uma marca de tiro nas nádegas. A informação é do boletim de ocorrência.

O corpo foi localizado no dia 31 de outubro, mas só foi identificado na segunda-feira (18), como sendo de Valdineia Preszaniuk, 21 anos. A confirmação veio após exame de DNA feito com material genético do irmão dela. A família da vítima também reconheceu uma tatuagem que ela tinha no ombro direito. O caso foi registrado na delegacia de Valinhos como homicídio qualificado e morte suspeita.

Valdineia saiu de casa, no Paraná, há dois anos em razão de um relacionamento no interior de São Paulo. O namorado é apontado como o principal suspeito do assassinato.

Este foi o segundo crime da mala registrado na divisa de Valinhos com Itupeva.


Corpo de grávida encontrada em mala tinha sinais de estrangulamento e marca de tiro

Fonte: r7