Corpos de jovens são encontrados enterrados no CE

Após duas idas ao campo e nada encontrar, familiares ficaram sem saber onde procurá-los

Os corpos do adolescente Jo?o Felipe Alves do Nascimento, 16; e de seu amigo Diego Ferreira de Sousa, 18, foram encontrados, ontem, enterrados em uma cova rasa? de aproximadamente um metro e meio de profundidade. O buraco onde os rapazes foram enterrados fica em um campo de futebol, situado nas proximidades da Rua Adroaldo Batista, no Parque Iracema, na ?rea da Grande Messejana.

Os dois amigos estavam com p?s e m?os amarrados. Eles moravam no conjunto Nova Conquista, bairro vizinho ao local onde foram encontrados. Diego e Felipe estavam desaparecidos desde a tarde da ?ltima quinta-feira (18). O sumi?o preocupou os pais dos dois.

Desde a sexta-feira (19) o pai de um deles, que n?o quis se identificar, procurava pelo filho, sem sucesso. Ele chegou a fazer um Boletim de Ocorr?ncia (B.O.) denunciando o desaparecimento do filho e do amigo dele. Um telefonema an?nima para os pais de um dos garotos informava sobre suas mortes e revelava o local onde eles estariam enterrados.

Ap?s duas idas ao campo e nada encontrar, familiares ficaram sem saber onde procur?-los, at? que por volta das 15 horas de ontem, juntamente com amigos, eles encontraram o local em que Diego e Felipe estavam enterrados. O que era d?vida virou uma triste realidade. Ap?s cavarem aproximadamente um metro e meio, eles se depararam com um dos corpos em estado de decomposi??o.

O Di?rio do Nordeste apurou que o motivo do crime seria vingan?a. Felipe teria atirado em um membro de uma gangue da Favela Ninja, no Parque Iracema. Isso teria irritado um homem identificado como ?Neinha?, que decidiu se vingar de Felipe. J? Diego, teria sido morto por ter presenciado a execu??o do amigo.

Ap?s quase cinco horas de trabalho no local, os bombeiros conclu?ram as escava?es iniciadas pelos populares. Peritos do Instituto de Criminal?stica foram ao local e, por volta das 19h40, os corpos dos jovens foram retirados da cova e levados para o IML. Os peritos n?o descartaram a hip?tese de as v?timas terem sido baleadas ou mesmo enterradas vivas.

Fonte: Diário do Nordeste, www.diariodonordeste.com.br