Corregedoria investiga fotos de PM mascarado ameaçando criança

As duas fotos circularam por meio do aplicativo WhatsApp.

A Corregedoria da Polícia Militar de São Paulo está em trabalho de investigação em referência a divulgação de imagens em que um suposto policial aparece com uma máscara do personagem Coringa, com uma arma em punho e apontando um machado contra a cabeça de uma criança.

As duas fotos circularam por meio do aplicativo WhatsApp de grupos privados de policiais e imediatamente vitalizaram nas redes sociais.

Em uma imagem é possível ver um homem com o fardamento da polícia de São Paulo empunhando um revólver na mão esquerda e um machado na mão direita contra a cabeça de um menino negro que está abaixado em posição de defesa. Na outra foto, o mesmo policial mascarado olha para a câmara e coloca o machado sobre a cabeça do garoto, que está encostado em uma parede e com as mãos cruzadas em ato de clemência

Ao fundo da foto aparece nitidamente uma viatura da polícia militar de São Paulo com a porta aberta identificando o brasão da corporação. O centro de Comunicação Social da Polícia Militar afirmou que teve conhecimento das fotos no dia 11 de julho e que pediu à Corregedoria uma investigação do caso. Comprovadas as irregularidades, a polícia militar declarou que os policiais envolvidos poderão ser processados e expulsos.

Policial envolvido será investigado (Crédito: Reprodução)
Policial envolvido será investigado (Crédito: Reprodução)
Policial envolvido será investigado (Crédito: Reprodução)
Policial envolvido será investigado (Crédito: Reprodução)
Policial envolvido será investigado (Crédito: Reprodução)
Policial envolvido será investigado (Crédito: Reprodução)
Fonte: Com informações do R7