CRAS já foi roubado 18 vezes em bairro da z.Leste de THE

A última vez que o local foi assaltado foi na semana passada, quando os ladrões levaram um computador, impressora, DVD, caixa de som, entre outros

Grades arrebentadas, janelas e portas também arrebentadas e funcionários amedrontados. Essa é a situação atual do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Leste II, que fica localizado na Rua 14, nº 5111, Vila Maria, no Bairro Porto do Centro.

O Centro de Referência, que assim como os demais de Teresina é responsável pela organização e oferta de serviços da Proteção Social Básica nas áreas de vulnerabilidade e risco social, já foi alvo de assalto 18 vezes. De acordo com funcionários, esse número corresponde apenas ao ano de 2013 e início de 2014.

A última invasão no local foi registrada na semana passada, quando foram levados computador, impressora, DVD, caixa de som e outros objetos fáceis de carregar. Mas a ação dos assaltantes não se limita ao roubo de objetos menores e mais leves. Prova disso é que eles já chegaram a levar uma geladeira e dois televisores.

?Aqui o muro é baixo, não tem cerca elétrica, e isso facilita a ação dos ladrões?, comenta um funcionário que prefere não se identificar. Um outro funcionário acredita que o motivo pode ter relação com o fato de o Centro estar localizado numa área deserta e que concentra um grande número de usuários de crack. ?Eles não têm como conseguir dinheiro para custear o vício e terminam tendo que praticar assalto?, diz.

Além destes fatores, a falta de um vigia noturno também facilita a ação dos assaltantes. O local conta com três vigias, mas estes só trabalham durante o dia.

?Não sei por quê, mas não temos vigias na parte da noite. E mesmo que tivéssmos, aqui é perigoso demais?, coloca o funcionário ao destacar que vigias já foram mortos enquanto trabalhavam.

Em nota, a Secretaria Municipal do Trabalho, Cidadania e de Assistência Social (SEMTCAS), responsável pelo Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) Leste II informou que já foram deslocados mais três vigias para o local.

Além disso, segundo a nota, o espaço também deve passar por reforma para garantia da segurança.

Fonte: Aline Damasceno