Cresce número de mortes dos moradores de rua da capital

Cresce número de mortes dos moradores de rua da capital

80% das vítimas de violência nas ruas estão sob efeito de álcool ou outras drogas

A morte do morador de rua conhecido por Jackson, 37, ocorrida na madrugada desta terça-feira, 08, em Teresina, foi o segundo caso somente esta semana de morte por violência a quem vive nas ruas em Teresina.

Em 2013 ocorreram cinco assassinatos. Dados do Centro Especializado em Atendimento aos Moradores de Rua (Centro Pop) apontam que 80% das vítimas de violência nas ruas estão sob efeito de álcool ou outras drogas, normalmente são moradores mortos por outros moradores. ?São rixas entre grupos por uso de drogas?, informou Virna, representante do Centro.

Do total de moradores de rua de Teresina 500 são atendidos pelo Centro Pop, a maioria deles, segundo informações, não tem documentação, e não há dados oficiais que comprovem a quantidade de desses moradores nas rua de Teresina.

O perfil deles está distribuído da seguinte forma: 81% masculino, 85% são solteiros, 51% vão espontaneamente ao centro, 52% são do Piauí, 50% não possuem renda, 80% são usuários de álcool, 47% não possuem documento, 95% é afrodescendente.

VEJA A REPORTAGEM



















Fonte: Denison Duarte