Criança é ameaçada por cerca de uma hora pelo pai em Itaperuna

Criança é ameaçada por cerca de uma hora pelo pai em Itaperuna

Homem ameaçava matar a criança e se matar em seguida. Um morador foi chamado e ajudou o trabalho da polícia.

Um homem foi preso após fazer a própria filha refém durante mais de uma hora no bairro Fiteiro em Itaperuna, no Noroeste Fluminense. O caso foi no final da tarde de domingo (13). Segundo informações da polícia, o homem estava alcoolizado e muito nervoso.

A todo momento ele afirmava que ia matar a menina de 1 ano e 7 meses e se matar em seguida. A criança só foi salva depois de uma distração do pai, que precisou ser controlado por quatro homens.

Um morador da cidade, que estava em uma festa na hora da confusão, foi chamado por um parente da vítima para ajudar nas negociações. Ele conseguiu convencer o pai da menina a sair de dentro da casa da família e a ir para o alto de um morro. A medida foi uma estratégia da polícia para facilitar o controle do caso e as negociações.

?A todo momento eu lembrava das minhas três filhas e tentava convencer esse homem a entregar a criança, mas ele estava muito nervoso. Toda hora colocava a faca no pescoço da filha e dizia que ia matá-la. Eu tinha a sensação que ia ver a morte da criança na minha frente e até agora choro quando lembro de tudo. Não sei como isso ia acabar, só sei que a nossa sorte é que ele caiu e foi nessa hora que eu peguei a criança e a equipe que estava escondida conseguiu segurar ele?, informou o empresário Eduardo do Toldo, de 35 anos.

Ainda segundo o empresário, durante a subida no morro, o homem ainda tentou atingi-lo com a faca por duas vezes, mas ele conseguiu escapar sem ferimentos.

Segundo a Policia Militar, a situação estava bastante agravada pela agitação do pai da criança. Antes da polícia chegar, o homem já tinha ameaçado outras pessoas e, por último, pegou a filha que estava dormindo em casa. A mãe da menina tem ainda outros dois filhos com o homem e contou a polícia que já havia sido agredida outras vezes.

Ação da polícia

Antes de subir o morro, o homem mantinha a criança refém dentro da casa onde mora. Os outros dois filhos dele e a esposa conseguiram fugir e se esconder na casa de amigos. Apenas a criança de 1 ano e 7 meses havia ficado dormindo na casa da família. Durante as negociações, o homem ainda ficou por cerca de 20 minutos na rua e em seguida foi para o alto de um morro. Enquanto o suspeito subia com a filha e com o homem que ajudou nas negociações, equipes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros escalavam a parte de trás do morro sem serem vistos pelo suspeito.

?O diferencial para conseguirmos pegar ele foi o fator surpresa. Ele não contava que uma equipe iria estar tão perto dele. Na hora em que o pegamos foi preciso dois policiais e dois bombeiros para segurar ele. Ele estava machucado porque tinha sofrido um acidente de moto horas antes e também estava muito agitado. A neném estava muito assustada, mas não teve nenhum ferimento?, contou um dos policiais que participou do caso.

O pai foi levado para a 144ª Delegacia de Polícia de Bom Jesus do Itabapoana, onde o caso foi registrado. Ele foi levado para a Casa de Custódia de Itaperuna.

Fonte: G1